Prefeito de Chapadinha consegue suspender condenações no TCU que motivaram impugnações à sua candidatura


Nesta segunda-feira, 26, o prefeito de Chapadinha, Magno Bacelar, conseguiu uma terceira liminar na justiça federal, suspendendo a terceira e última condenação no Tribunal de Contas da União (TCU) que serviu de fundamento a pedidos de impugnação de sua candidatura, por parte de adversários e do Ministério Público Eleitoral.



As anteriores foram obtidas em 25 de setembro e 22 de outubro.




Resta a decisão da Justiça Eleitoral, que pode sair a qualquer momento, acatando as alegações de Bacelar e deferindo sua candidatura ou indeferindo em face de outro motivo alegado nas impugnações: prestações de contas reprovadas no Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Mesmo que seja indeferida pela justiça local, é grande a possibilidade da candidatura de Bacelar passar nas instâncias superiores, ante a suspensão dos acórdãos do TCU, e esse fato muda totalmente a corrida eleitoral em Chapadinha, uma vez que alguns candidatos estavam contando com o fracasso de Bacelar em reverter sua situação e com os votos que deveriam migrar dele para os adversários.

Com Bacelar candidato, a polarização política em Chapadinha deixa de ser mera conjectura e volta a ser realidade.
Espalhe por aí e deixe seu comentário