Sem treinamento, socorrista da Prefeitura de Chapadinha deixa acidentado cair da maca (veja o vídeo)

Acidentado cai da maca ao ser socorrido por ambulância em Chapadinha

Um episódio lastimável ocorrido no sábado, 20, resume o caos em que se encontra a saúde pública de Chapadinha.

Uma ambulância chega para socorrer o que parece ser uma vítima de acidente de trânsito, próximo ao prédio do INSS. O condutor da ambulância, único "socorrista", fica apenas observando enquanto a própria população coloca o acidentado na maca.

Apesar da boa vontade, as pessoas que ajudaram não possuem o treinamento adequado, tampouco conhecem o equipamento. O resultado foi que a vítima caiu da maca, de uma altura de um metro, aproximadamente (ver vídeo ao final).

Gestores fingiram não ver

O vídeo viralizou no WhatsApp ainda no sábado, porém, até a publicação desta, nem o prefeito Magno Bacelar, nem o secretário municipal de saúde, Eli Monteiro, ou outro representante da prefeitura havia divulgado uma linha sobre o ocorrido. Simplesmente fingiram que não aconteceu.

"Supervisor" não possui treinamento

O condutor da ambulância que deixou o acidentado aos cuidados da população na verdade ocupa o cargo de supervisor. Sua principal função é supervisionar o consumo de combustível utilizado pelas ambulâncias, o que significa que a administração não confia nos motoristas plantonistas ou criou o cargo apenas para pendurar apadrinhados. Ocorre que, na ausência dos profissionais da área, cabe também ao supervisor conduzir ambulâncias e prestar o devido socorro, embora não possua o conhecimento técnico necessário.

O resultado dessa "molecagem", dessa displicência da gestão Bacelar para com um serviço tão sério como o da saúde pública, pode ser visto no vídeo:

Espalhe por aí e deixe seu comentário