Prefeito de Chapadinha expôs população a risco de coronavírus aglomerando pessoas em coletiva sem proteção

Prefeito de Chapadinha, Magno Bacelar, em coletiva sobre casos suspeitos de coronavírus

Na última sexta-feira, 20, o prefeito de Chapadinha, Magno Bacelar, convocou uma coletiva de imprensa para informar sobre os primeiros casos suspeitos de coronavírus no município, que foi transmitida ao vivo na página oficial da prefeitura, no Facebook.

Na ocasião, um fato chamou a atenção de praticamente todos que assistiram ou viram imagens da "live": Magno Bacelar, que é formado em medicina, não se preocupou em tomar as precauções e cuidados mínimos quanto ao risco de contágio pelo coronavírus, ao aglomerar pessoas em ambiente fechado.

Página da prefeitura noticiando a grande coletiva que expôs a população a risco

Nas imagens, apenas um (01) dos presentes usa máscara, enquanto os demais se mantém próximos sem nenhuma proteção. Como agravante, participaram do evento profissionais da Saúde que, devido à função e ao contato frequente com pacientes e locais insalubres, se encontram no nível máximo de contrair a infecção e, portanto, transmiti-la.

Devido à péssima repercussão, Bacelar transmitiu outra live no domingo, 22, acompanhado de apenas duas profissionais da saúde, para comunicar mais um caso suspeito.

Em suma, tudo indica que, na sexta-feira, o prefeito se preocupou apenas com o sensacionalismo, o capital político que aquela coletiva poderia lhe trazer neste ano eleitoral, sem dar a mínima para a saúde da população e a própria. E em seu devaneio, pode ter contribuído para a disseminação do coronavírus no município de Chapadinha, onde o número de casos suspeitos já havia aumentado de três para cinco, até o fechamento desta matéria.

* * *
Espalhe por aí e deixe seu comentário