Procuradoria Geral de Justiça abre inquérito contra Magno Bacelar por desvios em empréstimos consignados

PGJ abre inquérito contra Magno Bacelar por desvios em empréstimos consignados

A Procuradoria Geral de Justiça (PGJ), órgão maior do Ministério Público Estadual no Maranhão, abriu inquérito criminal contra o prefeito de Chapadinha, Magno Bacelar, pelos desvios ocorridos no repasse ao Banco do Brasil dos descontos em folha referentes a empréstimos consignados, fato que culminou na suspensão desta modalidade de crédito aos servidores do município (reveja aqui).

A investigação partiu de uma denúncia protocolada pelo vereador Alberto Carlos junto ao MPMA de Chapadinha, que acionou Bacelar por improbidade administrativa e remeteu o caso à PGJ em São Luís, para a devida apuração criminal, hoje conduzida pela promotora Geraulides Mendonça Castro, da Assessoria Especial de Investigação da PGJ, responsável pela apuração de crimes praticados por prefeitos e outros agentes políticos detentores de foro privilegiado.

O inquérito tem prazo de três meses para ser concluído, sendo que outros estão sendo abertos não apenas contra o prefeito de Chapadinha, mas também alguns secretários municipais em razão da verdadeira "farra" que a atual gestão vem fazendo com o dinheiro do povo.

Em contato com o blog, um funcionário do Banco do Brasil informou que os empréstimos consignados para servidores do município junto à instituição continuam suspensos, em razão dos desvios praticados por Bacelar, e também que não há previsão para serem liberados, pois, ainda que a prefeitura pagasse todos os repasses atrasados e colocasse o pagamento do funcionalismo em dia, deixando tudo certinho, a "infração" ainda constaria no histórico bancário do município.

(Com informações do Atual7)
Espalhe por aí e deixe seu comentário