Ministério Público aciona prefeito de Chapadinha por desvio em convênio de empréstimos consignados

MPMA aciona Magno Bacelar por desvio em convênio de empréstimos consignados

Em janeiro do ano passado, o Banco do Brasil (BB) cancelou o convênio celebrado com a Prefeitura de Chapadinha que concedia aos servidores empréstimos consignados. O motivo: os valores descontados em folha não estavam sendo repassados ao banco. A bomba estourou após servidores começarem a pagar parcelas em dobro, um desconto no contracheque, outro na conta bancária, o que gerou revolta (releia aqui). Na época, o vereador Alberto Carlos denunciou o prefeito Magno Bacelar ao Ministério Público do Maranhão (MPMA) pelo ato criminoso.

Vereador Alberto Carlos protocolando denuncia contra Magno Bacelar
Vereador Alberto Carlos protocolando a denúncia

Pessoas ligadas à prefeitura ainda tentaram enganar o povo dizendo se tratar de um erro do BB, mas diante das provas divulgadas na imprensa local o prefeito mandou o setor responsável cancelar os descontos em folha e repassar os valores desviados ao banco. Mesmo assim o convênio continuou cancelado (releia aqui).

Antes tarde do que nunca

Prefeito de Chapadinha, Magno Bacelar, acionado por improbidade administrativa

Mais de um ano após a denúncia do vereador Alberto, concluída a apuração do caso, o MPMA finalmente ajuizou ação contra Magno Bacelar por improbidade administrativa, no último dia 12 de março. O prefeito também poderá responder criminalmente e pegar até 12 anos de cadeia, caso seja enquadrado e condenado por peculato. Mais informações em breve.

* * *
Espalhe por aí e deixe seu comentário