Tribunal do Júri de Vargem Grande condena réu a 12 anos por homicídio qualificado

Tribunal do Júri de Vargem Grande condena réu a 12 anos por homicídio qualificado

Nesta terça-feira (05), em sessão do Tribunal do Júri realizada na Câmara Municipal de Vargem Grande (MA), Josafá da Silva Santos, vulgo "Josa", 26 anos (foto), foi condenado a 12 anos de reclusão pelo assassinato de Bruno Dias Viana, 16.

O crime ocorreu em dezembro de 2015. Segundo consta no inquérito policial, o acusado disparou um tiro de garruncha à queima-roupa na cabeça de Bruno após convidá-lo para beber, aparentemente sem motivo. Para o defensor público Vitor Lima teria sido um caso de legítima defesa, uma vez que a vítima era usuário de drogas, estaria armado com uma faca e havia uma desavença entre ambos. Por sua vez, o Ministério Público, representado pelo promotor Benedito 'Coroba', entendeu se tratar de homicídio qualificado, mediante dissimulação que tornou impossível a defesa da vítima, tese que foi aceita pela maioria do Conselho de Sentença.

Em razão da ausência de agravantes, o magistrado que presidiu a sessão, Paulo de Assis Ribeiro, fixou a pena em 12 (doze) anos. Da decisão cabe recurso, cujo desfecho o acusado terá que aguardar na prisão.

Comentários