Câmara de Chapadinha barra requerimento absurdo de Nonato Baleco

O episódio ocorreu na sessão da última quinta-feira, 21. Diante do caos administrativo que assola Chapadinha e da onda de reclamações e protestos que só aumenta a cada dia, o vereador líder do governo na Câmara, Nonato Baleco, protocolou um requerimento mais que absurdo: convidar o prefeito Magno Bacelar a se fazer presente na casa, para prestar esclarecimentos à população. Até aí tudo bem, o problema é que, segundo a proposta, o prefeito teria os microfones da Câmara à sua disposição durante 45 minutos e ninguém poderia interrompê-lo ou questioná-lo. Traduzindo, os membros do legislativo deveriam ficar caladinhos enquanto o parlamento servisse de mero veículo de comunicação para o chefe do executivo. Só faltou mesmo uma recomendação para que os vereadores dissessem "amém" ao final do pronunciamento.

Requerimento de Baleco barrado por desmoralizar parlamento
Clique para ampliar

Felizmente, a maioria dos presentes barrou tal absurdo. Além de Baleco, autor da proposta, mais três vereadores votaram a favor da casa legislativa servir ao prefeito e não aos representantes do povo: Marcelle Gomes, Luís Barbeiro e Marcelo Meneses.

Guardem bem estes nomes. O blog voltará com resultados de outras deliberações, para que a população saiba como - e o quê - nossos vereadores andam votando. Aguardem.

logoblog
Comentários
0 Comentários