Promotoria recebe denúncia sobre caos na Saúde de Chapadinha

Em razão da várias denúncias que recebe diariamente por conta da paralisação ou má prestação dos serviços públicos em Chapadinha, bem como da inércia do atual prefeito diante dos pedidos de providências dos vereadores, o vereador Alberto Carlos passou a denunciar tais descasos diretamente nos órgãos competentes.

No dia 27 de março, por exemplo, Alberto noticiou ao Ministério Público (MP/MA) as mazelas relacionadas à saúde pública, após ter constatado a veracidade das denúncias feitas por pacientes, seus familiares ou por terceiros.

Segundo apurado, tão logo necessitam dos serviços os pacientes já começam a receber tratamento desumano. Muitos que precisam de internação têm que mandar buscar roupa de cama em suas casas, se não quiserem deitar-se no colchão "seco". Dada a frequente falta de medicação, pacientes internados e atendidos na emergência por vezes precisam comprar remédios por contra própria. Em razão disso, pessoas que passaram por cirurgia tiveram que suportar a dor do pós-operatório e outras sequer puderam ser operadas. Pelo mesmo motivo, gestantes hipertensas tiveram que ser transferidas à capital, mas devido à gravidade de seus quadros clínicos foram atendidas em Itapecuru.

Isso mesmo: pacientes de Chapadinha voltaram a ser socorridos por municípios vizinhos como era de costume anos atrás, quando a cidade era administrada pela concubina do atual prefeito. Outra cena que retrata bem esse retrocesso é a da senhora atropelada que, por falta de atendimento, teve que ser conduzida até o hospital na carroceria de uma caminhonete (veja o vídeo).

E as mazelas não param por aí. Também foi denunciado a necessidade de reparos em equipamentos, a falta de profissionais (de carne e osso, não só no papel) para operá-los, o direcionamento para clínicas privadas por conta dos aparelhos quebrados e até mesmo a falta de itens básicos como máscaras, gorros e luvas.

Como se não bastasse, os profissionais do setor também estariam sem receber seus salários corretamente. Médicos relataram que há carência no pagamento de plantões; enfermeiros, técnicos e motoristas disseram estar recebendo apenas o salário base, sem os adicionais a que têm direito em razão da função.

Vereador Alberto Carlos denuncia caos na Saúde de Chapadinha
pág. 1 (clique para ampliar)

Tudo isso foi levado ao conhecimento do MP/MA pelo vereador Alberto Carlos. E segundo o próprio relatou ao blog, o promotor de justiça responsável já tomou algumas providências a respeito. Aguardem mais informações em breve.

logoblog
Comentários
0 Comentários