1 de fev de 2017

Com mais de 10 MILHÕES em receitas, Prefeitura de Chapadinha não pagou todos os servidores


Falta de aviso não foi. Há muito o blog vinha alertando para as consequências do povo entregar a prefeitura nas mãos de um ficha-suja condenado por desvio dinheiro público. Hoje, infelizmente, Chapadinha já amarga a escolha que fez.

Além do descaso nos serviços públicos, principalmente na Saúde (falta de medicamentos, cirurgias restritas, pacientes sendo transportados em carros particulares, postos de saúde fechados, etc), Magno Bacelar cumpriu a ameaça que fez ao assumir o governo (leia aqui) e não só reduziu os vencimentos de muitos servidores como também deixou de pagar outros tantos, incluindo os aposentados.

Para tentar justificar, alegou que a prefeitura estava sem recursos por culpa da gestão anterior, a mesma lorota que ele próprio já desmentiu em audiência pública na Câmara Municipal (ouça aqui).

Mas a verdade é que, nos últimos 30 dias, conforme demonstrativo de arrecadação do Banco do Brasil, a Prefeitura de Chapadinha já recebeu mais de R$ 10 MILHÕES em repasses (ver imagem acima, que abre a matéria).

Só de complementação do Fundeb, nesse 1º de fevereiro, foram mais de R$ 5,7 MILHÕES creditados nas contas da prefeitura, perfazendo um total de R$ 8,5 MILHÕES desde o início do ano (imagem abaixo) - isso tudo sem nenhuma dedução ou bloqueio, é válido ressaltar antes que o "bom demais" mande seus blogueiros de aluguel inventarem algo do tipo.


Resumindo, na atual gestão, mais de R$ 10 MILHÕES já foram creditados nas contas da prefeitura e, até o momento, muitos servidores ativos e inativos ainda não receberam seus vencimentos referentes a janeiro, ou receberam abaixo do valor devido.

Legalmente, Bacelar tem até o quinto dia útil desse mês (dia 07/02) para pagar todo o funcionalismo, sob pena de responder judicialmente. O blog já foi informado que o Ministério Público irá se reunir com o governo em breve para ver qual é a do ficha-suja, se ele realmente ficou doido ou está apenas "se fazendo". Aguardem mais notícias em breve...

Comentários
0 Comentários

0 comentários: