Na noite deste domingo, 19, um grave acidente ocorreu no Bairro Areal, em Chapadinha. Uma mulher identificada como Maria de Nazaré Machado de Sousa foi atropelada por uma caminhonete branca e arrastada por cerca de 600 metros, segundo testemunhas. O condutor do veículo, que não foi identificado, teria fugido sem prestar socorro.

Para piorar a situação, populares relatam que ligaram para o Hospital Antonio Pontes de Aguiar (HAPA), na esperança de que uma das ambulâncias fosse ao local prestar os primeiros socorros e conduzir a vítima com segurança para atendimento médico, porém o que ouviram foi que não havia ambulância disponível. Após 30 minutos de espera, o jeito foi o povo improvisar uma maca com um colchão e levar a senhora na carroceria de uma caminhonete.

O episódio foi filmado e o vídeo (abaixo) compartilhado em redes sociais e grupos de WhatsApp. As imagens chocaram e indignaram a população.


Não demorou muito, governistas tentaram defender a administração acusando as testemunhas de estarem mentindo, pois, segundo eles, no momento do acidente havia ambulância disponível no hospital. E agora não sabemos o que é pior: se é esse desgoverno não disponibilizar ambulâncias para socorrer o povo ou disponibilizar, mas não prestar o devido atendimento quando solicitado.


Com informações do Blog CN1
logoblog
Comentários
0 Comentários