06/01/2017

Após nomeação, prefeito confessa que 'esposa' não possui qualificação para comandar secretaria

Chapadinha: Bacelar admite que Danúbia não tem qualificação para chefiar Semed

Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura de Chapadinha-MA, Magno Bacelar, o atual gestor, confessou que sua companheira, Danúbia Carneiro, não possui qualificação técnica para estar no comando da Secretaria Municipal de Educação (Semed), para o qual foi nomeada.

Conforme se lê no recorte abaixo, extraído da nota divulgada pela prefeitura, Bacelar afirmou que Danúbia chegou a iniciar um curso superior na área, voltado para as primeiras séries do ensino fundamental, porém não concluiu. A desculpa, então, foi tentar usar o fato de ela ter trabalhado no Colégio FAC, de propriedade de sua família, como prova de sua "enorme experiência" na área. Confiram:


A escolha de Danúbia para o comando da Educação tem gerado muitas críticas, principalmente entre os próprios educadores, os quais têm consciência da importância da pasta e das consequências que podem advir de sua má gestão. Todos lembram de como Danúbia foi proibida de subir no palanque do marido durante as campanhas de 2012, devido ao péssimo desempenho enquanto gestora.

Sobre a legalidade da nomeação, o Supremo Tribunal Federal (STF) já decidiu que nomear parentes para cargos políticos, como o de secretário municipal, não configurava nepotismo. Porém, recente decisão do ministro Luiz Fux determina que, em nome da moralidade e da impessoalidade inerentes à administração pública, o nomeado deve possuir, pelo menos, a capacidade técnica necessária ao exercício da função.

Comentários
0 Comentários