12/01/2017

Governo fará Centro de Hemodiálise em Chapadinha por ordem da justiça e sob pena de multa

Justiça obriga governo a concluir centro de hemodiálise de Chapadinha

Diferentemente do que tentaram passar para o público alguns blogueiros de aluguel da região, não foi à toa que o governo do Estado do Maranhão informou à Defensoria Pública de Chapadinha que, até julho de 2017, concluirá o centro de hemodiálise na cidade.

Na verdade o tal ofício encaminhado ao órgão equivale a "nada", uma vez que o Poder Judiciário, em ação impetrada pela própria defensoria, já havia determinado ao governo a conclusão da obra, incluindo todos os equipamentos e profissionais necessários ao pleno funcionamento, no prazo de 06 meses, sob pena de multa de R$ 10.000 (dez mil reais) por dia em caso de descumprimento da liminar.

Como a decisão foi tomada em novembro do ano passado e o prazo começa a transcorrer da data da intimação do Estado, ele termina justamente por volta do início do mês de julho.

Resumindo, Flávio Dino construirá um centro de hemodiálise em Chapadinha, não por "solicitação" da defensoria pública ou dos doentes que necessitam do tratamento e sofrem em longas viagens para a capital, como já foi noticiado até no Jornal Nacional (veja aqui). Aliás, vale ressaltar, se o governador se importasse "um mínimo" com a saúde do povo não teria abandonado - também - as obras do Hospital Regional de Chapadinha ao assumir o cargo, deixando outros milhares de pacientes da região à mercê da própria sorte.

A verdade é que Flávio Dino construirá um centro de hemodiálise em Chapadinha porque a Justiça o está obrigando. Ponto.

Segue abaixo a íntegra da decisão:



Comentários
0 Comentários