Chapadinha-MA: Metralhadora dos derrotados

É, parece que incomodei - e ainda incomodo muito - os corruptos de Chapadinha...

A cidade inteira foi testemunha da minha luta contra os desmandos e a corrupção no governo anterior, quando a população recorreu a este blog depois de os ex-gestores comprarem toda a imprensa local (blogs, rádios, e etc) para encobrir suas falcatruas. Festas "pão e circo" superfaturadas, verbas federais não aplicadas, pseudojornalistas na folha de pagamento, caos na saúde e gratificações ilegais pagas a servidores foram algumas das denúncias feitas por este que vos fala. Um a um os autores dessa lambança com o dinheiro público foram sendo desmascarados e, ao final, eu e mais de 21 mil conterrâneos conseguimos frustrar seus planos de se perpetuarem no poder.

Desde então virei "alvo" desses derrotados. Vez ou outra insinuam que, a exemplo deles, algum familiar meu depende de politicagem para viver, embora saibam que na minha casa somos todos concursados. Certo dia postei uma foto tomando um chopp e disseram, em rede social, que eu estava fazendo "apologia ao alcoolismo"! Noutro, se utilizaram de um perfil falso no Facebook para postar uma montagem com outra foto minha, e por aí vai... Não respondo à maioria desses ataques porque, ao contrário deles, tenho o que fazer. Meu tempo é quase que totalmente ocupado por meu trabalho e estudo, e o pouco que me resta dedico ao lazer, pois ninguém é de ferro.

Eis que agora foram além...

O fato é que certo dia, durante meu trabalho, me deparei com uma arma "das grandes". Tirei uma foto e postei no Facebook, de forma restrita (só para amigos), e até para que não ficasse parecendo "apologia às armas" comentei dando uma de "pai durão", como se fosse um alerta aos futuros "pretendentes" de minha filha, que conta com apenas nove anos. Certamente os amigos achariam hilário e foi justamente o que ocorreu. Racharam de rir, alguns pais e mães disseram estar precisando de uma daquelas ou que em breve precisariam também, todos entenderam o contexto e entraram na brincadeira. Passados dois dias retirei a postagem, até porque aquele "brinquedo" não combinava em nada comigo. Mas os derrotados tiveram acesso e arquitetaram outro ataque.

Cerca de uma semana depois me deparei com minha foto em blogs da capital. A estratégia deles é simples: como não têm credibilidade na cidade, uma vez que foram desmascarados, pagam blogueiros de fora para postar factoides e daí reproduzem localmente. No corpo da tal "notícia", a acusação de porte ilegal e "ameaça a criancinhas"...

Minha primeira reação foi rir - achei aquilo o cúmulo do desespero -, mas quando soube que minha mãe, que tem 62 anos, ficou preocupada com a repercussão, eu também fiquei... Com ela, claro! Daí soube que haviam dito para minha filha que o papai dela estava "ameaçando" seus coleguinhas de escola. Liguei para ela e foi chato ter que explicar que havia incomodado algumas pessoas más e, por conta disso, inventaram essa história toda. E agora ela já sabe que existe gente capaz desse tipo de torpeza.

Em suma, esses derrotados transformaram uma brincadeira entre amigos num factoide de nível estadual, ou seja, foram os próprios quem deram visibilidade à foto só para, depois, tentarem denigrir minha imagem. Mas garanto que isso não ficará assim. Já comecei a reunir provas e em breve estarei acionando o judiciário. Cansei de ser "bonzinho" com esse povo.

Enquanto isso continuarei fazendo o que sempre faço: trabalhar e estudar muito. Aguardem notícias em breve...

logoblog
Comentários
1 Comentários