01/03/2013

Justiça: Blogueiro de Coelho Neto é obrigado a se retratar publicamente por mentir na internet

O blogueiro Samuel Bastos (ao lado), ligado ao prefeito de Coelho Neto, Soliney Silva, e também a alguns políticos de Chapadinha, foi obrigado a se retratar publicamente em razão de ter divulgado notícia inverídica envolvendo a juíza Karla Matos, titular da 2ª Vara daquela comarca.

A magistrada o processou devido ao mesmo ter afirmado em seu blog, durante o período eleitoral de 2012, que ela, na época responsável pela Justiça Eleitoral, havia proibido blogs locais de postar matérias sobre a eleição. Usando de termos como "a volta da ditadura" e "juíza tenta calar a imprensa", o blogueiro não mediu palavras ao divulgar a inverdade.

Em audiência de conciliação realizada no dia 19, as partes teriam chegado ao seguinte acordo: o rapaz publicaria em seu blog nota de retratação pública se desculpando com a magistrada e desembolsaria a quantia de R$ 3 mil a título de danos morais.

A retratação já foi publicada. Nela, Samuel Bastos pede desculpas à juíza, confessando que publicou "informação inverídica" ao afirmar que ela tentou impedir a liberdade de imprensa. Ele também afirma que sequer participou da reunião convocada pela magistrada, com os partidos políticos, e que sua conduta de divulgar um fato que não aconteceu foi "um ato irresponsável e desprovido de ética". (Para ler na íntegra, clique aqui).

Dra. Karla Jeane Matos de Carvalho
Dra. Karla Jeane Matos de Carvalho, magistrada

O Portal Coelho Neto, que publicou esse caso em primeira mão, lembrou que não é a primeira vez que o blogueiro se vê nessa situação. "Fica aí mais essa lição. Uma hora o moço aprende", finalizou.

Comentários
1 Comentários