18 de fev de 2013

Site vira febre mediando 'sexo casual' entre amigos do Facebook! Versão light promove 'pegadas'

Site "Bang With Friends"

Fazer novos contatos, rever amigos, compartilhar notícias legais e mostrar fotos das férias são algumas atividades comuns no Facebook. Mas para um grupo de empresários da Califórnia, EUA, a rede social também serve para que os usuários possam (tentar) fazer sexo com seus amigos sem ninguém saber.

Este é o propósito do site "Bang With Friends" ("Transar Com Amigos"). O serviço funciona da seguinte forma: o usuário entra no site e aceita os termos de uso, permitindo que ele possa acessar seus dados, como a lista de amigos. Em seguida, o serviço apresenta duas listas de amigos, uma com mulheres e outra com homens, então o usuário marca as pessoas com quem está interessado em fazer sexo. Se A marca B, e B marca A, tem-se um par disposto a sexo casual, que pode vir a iniciar um relacionamento sério, por que não? Se B não marcar A, nunca ficará sabendo que A "lhe deseja"...

Segundo os criadores, os dados pessoais não serão divulgados em hipótese alguma. "Temos uma grande preocupação quanto à privacidade e a segurança dos dados dos usuários. As pessoas só serão contatadas caso duas delas se marquem. Caso contrário, nenhuma das duas receberá mensagens ou algo do gênero", afirmam.

Lançado há pouco mais de um mês, o serviço cadastrou 500 mil usuários logo nas primeiras semanas. Em quinze dias, 130 mil pessoas já o tinham utilizado para marcar encontros. Não se sabe quantos desses encontros realmente acabaram na cama, mas a ideia é essa.

Versão brasileira foca na 'pegação'

Site "Vai Pegar"

Algumas semanas depois do lançamento do "Bang With Friends" foi criado o serviço brasileiro "Vai Pegar?", com uma proposta similar, focada na "pegação" e em relacionamentos.

"A ideia do 'Vai Pegar?' é [...] baseada no 'Bang With Friends'. Vi um vídeo de um blogueiro canadense sobre o serviço e vi que tinha muito potencial no Brasil", explica Leandro Oriente, carioca de 20 anos que criou o serviço ao lado do programador Hugo Roque e do especialista em mídias sociais Ricardo Arrigoni.

"O objetivo principal é unir pessoas que se conhecem, que têm interesse em algo mais sério, mas ficam com receio de estragar uma amizade ou serem rejeitados", diz Oriente. "Com o 'Vai Pegar?' não tem erro. Ninguém precisa se comprometer nem arriscar nada, basta aguardar o retorno", finalizou.

Lançado em 1º de fevereiro, o "Vai Pegar" já tem mais de 10 mil usuários cadastrados e "cresce exponencialmente", afirmam os criadores.

E aí? Vai pegar ou vai "direto ao ponto"?


Com informações da Veja e do G1.
Comentários
0 Comentários

0 comentários: