Uma mulher foi presa por suspeita de agiotagem em Coroatá, a 282km de São Luís. Com ela, foram encontrados mais de 250 cartões de acesso a contas bancárias e do programa Bolsa Família.

A polícia chegou até a comerciante, de 45 anos, depois que várias de suas vítimas registraram queixa na delegacia, denunciando que ela havia ficado de posse de cartões de crédito, de aposentadorias e de saques de programas assistenciais.

O delegado de Coroatá, Reno Cavalcante, explicou que tratava-se de crime de agiotagem. Os cartões serviam para que a mulher sacasse o dinheiro e ficasse apenas com o equivalente aos juros de 20% sobre o valor da dívida. Desta forma, o empréstimo nunca era pago na sua totalidade e o cartão ficava sempre retido. A mulher foi autuada pelos crimes de agiotagem, retenção de documento do idoso e apropriação indevida.

Fonte: G1-MA

Nota do Adm. - Em Chapadinha e região, a prática de reter cartões por alguns comerciantes (principalmente os pequenos) é corriqueira, sendo que, na maioria dos casos, o cartão serve como "fiador" das compras à prazo. Apesar de não se tratar de agiotagem, tal abuso continua sendo crime, passível de denúncia e até indenização às vítimas. Que a notícia sirva de alerta aos comerciantes locais e respectivos clientes.

logoblog
Comentários
0 Comentários