Por Ernani Maia:


Adeus ano velho, feliz ano novo... Janeiro se aproxima e, com ele, a tão esperada renovação no governo de Chapadinha. Mas a entrada desse ano novo tem sabor amargo para muitos. O jeito é se empanturrar de doces na meia-noite do dia 31 de dezembro.

Alguns defensores de plantão do moribundo governo esforçam-se em parecer imprescindíveis para não ter os vencimentos cortados como todos os contratados enquanto outros se mostram conciliadores, esperando cabisbaixos apenas um chamado da nova gestora...

Todo tipo de mal feito administrativo que era exibido antes das eleições era tido como um ato politicamente oportunista... Depois da eleição, quando a administração que era ruim, piorou, todas as reclamações são dissipadas com a desculpa de que seus autores querem atenção para futuros cargos... Ou seja, a prefeitura continua sem responsabilidade objetiva.

A tática agora é especular sobre a presidência da Câmara e os secretariáveis de Belezinha, enquanto o restante da administração municipal é convenientemente esquecida.

Enquanto isso, Chapadinha continua padecendo com a falta de remédios, equipamentos, médicos, ambulância e coleta de lixo, dentre outras coisas. A ainda prefeita Danúbia, depois do seu sumiço no período eleitoral, vai à rádio governista com um tom que mudou de arrogante para melodramático tentar justificar todo esse desastroso mandato. O tom da entrevista mudou, mas o imutável é que ninguém acreditou em suas lamúrias.

Danúbia falou na rádio que gostaria de passar a faixa para Belezinha na cerimônia de posse... Particularmente, acho esse ato democrático e espero que se concretize. Aproveitando tamanha virtude democrática, Danúbia deveria abrir as portas da prefeitura para a equipe de transição, para que preparem suas estratégias de governo. Afinal, atitudes democráticas devem sempre estar presentes durante um mandato, e não apenas no encerramento deste.

Uma equipe de transição pouparia tempo na gestão de Belezinha para empreender as medidas necessárias para diminuir o caos da atual administração, e o maior beneficiário seria o povo. Que venha também a auditoria prometida pela nova prefeita, que torne público o que foi feito com o dinheiro público e responsabilize judicialmente os que malversaram estes recursos.

Janeiro se aproxima, e como diria Cazuza: "O tempo não para". Que usem esse tempo para algo produtivo. Esqueçam as picuinhas. Chapadinha tem pressa...


Dr. Ernani Maia
(Cirurgião-Dentista)


N. do Adm. - Deseja publicar seu texto em nosso blog? Basta enviá-lo a partir do menu Contato (no alto da página) ou diretamente de seu email para chapadinhaonline@live.com
logoblog
Comentários
0 Comentários