21/09/2012

Chapadinha: Guarda Civil Municipal denuncia desmandos e apadrinhamentos no setor

Blogs locais mantidos por membros da GCM (Guarda Civil Municipal) de Chapadinha postaram matéria acerca da falta de estrutura física e humana na corporação. Segundo os GM's, "falta tudo" e apenas 62% do contingente trabalha efetivamente, devido a apadrinhamentos e desvios de função. Abaixo, a íntegra da denúncia:


Pelo segundo ano consecutivo, a Guarda Municipal de Chapadinha não desfila no dia da independência. Em ambas as ocasiões, o motivo foi a falta de estrutura humana e física da instituição, ou traduzindo, falta de efetivo e principalmente condições mínimas de trabalho para os que ainda querem e estão trabalhando.

A GCM desta cidade, com apenas cinco anos de existência, já se encontra sucateada. Dos 64 guardas nomeados, apenas 62,5% estão, de fato, exercendo a verdadeira função. Os outros 37,5% estão em diversas situações, alguns já pediram exoneração, outros estão à disposição de políticos e a grande maioria está, de fato, exercendo uma função que não lhe cabe, ou seja, estão desviados da função mesmo e nunca vestiram uma farda.

A realidade deve ser dita e mostrada. Enquanto a sociedade fica carente de um serviço público de qualidade, alguns "GM's" se beneficiam da moleza da vida e outros acabam sobrecarrega-dos por terem que trabalhar pelos "colegas". Assim não dá!

Voltando a falar do 7 de setembro, como foi explanado acima, as condições físicas da GCM não eram propícias para uma bela apresentação ao público que se fazia presente no desfile.

Primeiro porque o fardamento, que deveria ser renovado de seis meses a, no máximo, um ano, até o fechamento dessa matéria ainda não havia sido entregue. O uniforme que os Guardas estão usando hoje já completou dois anos e já está "surrado, desbotado, rasgado", completamente fora do padrão para o trabalho e principalmente para uma apresentação à sociedade. Em relação as VTR's [viaturas] da corporação, também encontram-se na mesma situação ou até pior. No que diz respeito às motos, ambas não oferecem mais segurança aos condutores e passageiros. A VTR-03 (carro), não fica atrás e também não oferece segurança aos guardas que a usam para desempenhar suas atividades, pois a mesma possui inúmeros problemas mecânicos e vive quebrando, quando é solucionado um problema aparecem mais dois.

Alguns dias atrás, mostramos aqui em nosso blog uma matéria sobre o para-brisa quebrado da viatura. Pois é, até hoje o vidro continua no mesmo lugar, do mesmo jeitinho (quebrado). Com certeza você já deve ter visto aí pelas ruas da cidade.

Clique para ampliar

Novamente, voltando ao assunto inicial, a GCM ficou triste por não poder desfilar neste dia tão especial e mais triste ainda por saber que, no final das apresentações escolares, muitas pessoas esperavam o encerramento com a marcha da azul marinho (GCM). "A guarda Municipal não vai desfilar este ano?", questionaram algumas pessoas. Infelizmente a resposta estava na ponta da língua! "Não temos a mínima condição! Falta tudo!" - resposta da GCM.

Queríamos mostrar aqui um desfile da GCM como foi no primeiro ano (2007). Como isso não foi possível, clique e veja o desfile de algumas outras guardas do Brasil.

Fica então a esperança para o ano que vem, se as coisas mudarem...

(Texto revisado. Fontes: blogs GM Chapadinha e GCM Chapadinha)

Comentários
0 Comentários