Na noite de ontem, a executiva estadual do PT anulou o encontro ocorrido no dia 10, no qual o diretório do PT/Chapadinha havia decidido apoiar a pré-candidata Belezinha para prefeita.

Os PTistas coniventes com o governo alegaram irregularidades quanto à lista de votação, no entanto, estavam defendendo seus próprios interesses em detrimento aos do partido, uma vez que estão se beneficiando diretamente da corrupção instaurada da prefeitura,

Capitanearam a manobra - sob o comando do deputado (não eleito) Magno Bacelar - o ex-secretário da SEMAS, Luiz Eduardo Braga, o secretário adjunto, Juvenal Neres Sousa, e o gestor da URE, Janio Ayres (guardem bem esses nomes!).

Segundo o presidente do diretório municipal, Francisco Paiva, os apoiadores do (des)governo se aproveitaram de falhas (ou "brechas") existentes na organização dos diretórios para pedir a anulação do primeiro encontro. Por sua vez, Magno Bacelar teria se encarregado de "mexer os pauzinhos" nos bastidores. Paiva reafirmou seu compromisso com Chapadinha e disse que continuará lutando pelos interesses da população e do partido, e não de uma minoria que só pensa em si mesma.

Enquanto isso, os péla-sacos do governo iniciaram a temporada chapadinhense de "Caça aos PTistas", não para abatê-los, mas para lhes oferecer o céu e a terra em troca de votos no novo encontro a ser realizado neste domingo (24), no qual será decidida, mais uma vez, a posição do PT nas eleições de outubro.

logoblog
Comentários
4 Comentários