Na manhã desta quarta-feira (02), trabalhadores bloquearam a ferrovia Transnordestina, na altura do município de Itapecurum-Mirim (MA).

O motivo do protesto teria sido a falta de pagamento de cerca de 70 trabalhadores responsáveis pela manutenção dos trilhos da ferrovia, que era administrada pela extinta Rede Ferroviária Federal (RFFSA). No final do ano passado, a Transnordestina contratou a empresa Pinheiros Construções que, por sua vez, ficou responsável pela contratação dos trabalhadores.

Contudo, após de 5 meses de trabalho, a Pinheiros Construções teria pago apenas um mês e meio de salários, causando a revolta dos trabalhadores. A maioria mora na região de Itapecuru.

A Transnordestina garante que vem cumprido religiosamente os seus compromissos financeiros com a Pinheiros Construções e não sabe explicar os motivos do atraso. A Pinheiros teria apresentado uma proposta para acertar o pagamento do pessoal. Os manifestantes exigiram a quitação do débito.


logoblog
Comentários
0 Comentários