O ex-prefeito de Chapadinha, Isaías Fortes [ foto ], após saber do discurso que seu adversário político, Magno Bacelar, fez na Assembleia Legislativa - AL [ leia aqui ], entrou em contato com a imprensa estadual para dizer que tudo não passa de mais uma manobra de Bacelar, movida por puro interesse político-partidário, no município.

"Ele sabe que vai perder a eleição e quer criar factoides. Todos, em Chapadinha e no Maranhão, sabem da minha índole pacata e ordeira, incapaz de gestos dos quais Magno me acusa", disse o ex-prefeito. E continuou:

"Na verdade, Magno Bacelar deve ter se olhado no espelho e reproduzido o que viu, da tribuna da AL. Já entrei em contato com o presidente da AL, deputado Arnaldo Melo, e anunciei que vou processar Bacelar por calúnia e difamação, até porque o parlamento estadual não é um palco de mentiras.

Quando falo que Magno se olhou no espelho para fazer essa suposta denúncia, lembro que ele, sim, é violento. Já espancou um vigia do aeroporto de Chapadinha e a família tem histórico de violência: o filho também foi acusado de espancar uma jovem no camarote, durante o carnaval de Chapadinha...

Acusação por acusação, quem anda dizendo que, mesmo perdendo eleição em Chapadinha, não engole a derrota é o próprio Magno Bacelar. Ele fala, taxativamente, para quem quer ouvir: 'O 22 - Danúbia - não ganha, mas assume depois...', em referência ao que ocorreu na eleição passada, quando eu ganhei as eleições para prefeito e perdi o mandato na Justiça, com a sombra de Magno..."

O ex-prefeito fez questão de avisar que seu grupo político vai ganhar a eleição, no voto, e não deixará que a vitória lhe seja usurpada, novamente, no tapetão. "Se isso é ameaça de morte, então que o arisco 'nota de dez' assim entenda", frisou.

Isaías afirmou, também, que o adversário é daqueles que "jogam a pedra e escondem a mão" e que essa seria uma característica da família Bacelar. Em Coelho Neto, um irmão de Magno (o ex-deputado Antônio Bacelar) também teria usado a estratégia de acusar o prefeito Soliney Silva de pistolagem.

Por fim, o ex-prefeito relatou que usar blogs de pessoas desclassificadas para atacar desafetos também é outra característica de Magno Bacelar. "Mas Isaías Fortes não cai nessas ciladas, para desespero do meu adversário", finalizou

(Enviado por Família Menezes - com adaptações)

N. do A. - Apesar do (aparente) clima de tensão entre os dois líderes dos (únicos) grupos políticos de Chapadinha, a reação da população às acusações proferidas por Magno não foi nenhuma surpresa... Para muitos, suas declarações viraram motivo de chacota, como o relato de sua provável chegada em Chapadinha, escoltado pelo exército, para se proteger do "temível Zazá" ou da história que Isaías teria pago a dois "executores" o valor de R$ 50 MIL REAIS... na década de 80! A maioria das pessoas, no entanto, recebeu a notícia com tristeza, pasmas diante do que podem fazer os políticos de nosso país, em época de campanha...

logoblog
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

Ton disse...

É isso aí gaguim