No meu texto sobre a ética do desgoverno, mencionei o trabalho hercúleo dos que fazem a defesa da prefeitura Municipal de Chapadinha... Falando sobre mitologia, lembrei-me de Sísifo, pelas coincidências entre o personagem e o defensor-mor da prefeitura.

Na mitologia grega, Sísifo desafiou os deuses e, quando capturado por Hades (deus do submundo), sofreu uma punição: Deveria empurrar uma pedra até o topo de uma montanha, então a pedra rolaria para baixo e ele teria que começar tudo novamente no dia seguinte, para toda a eternidade.

Vejamos as semelhanças entre Sísifo e o defensor da prefeita... Assim como Sísifo, da tragédia grega, Sísifoxandre, da tragédia chapadinhense, um dia revoltou-se contra os deuses da Chapada, mas, capturado pelas circunstâncias financeiras, é entregue a Hadesnúbia (prefeita que quer tornar-se deusa e que faz seus súditos viverem no submundo, sem educação, assistência médica e os trata com total desprezo). Sísifoxandre é condenado a empurrar uma pedra contendo toda a corrupção da prefeitura ao topo de uma montanha onde ficaria longe do olhar de todos...

Quando Sísifoxandre está chegando ao topo e espera descansar da árdua tarefa, eis que outro escândalo irrompe na prefeitura de Hadesnúbia e a pedra rola montanha abaixo, para o olhar incrédulo do exausto Sísifoxandre. (Chego até a imaginá-lo com o corpinho rechonchudo e ofegante depois de tamanho esforço...) Ele então tem que descer a montanha, disfarçar mais um ato escandaloso de corrupção e levar novamente aquela enorme pedra para o topo da montanha, longe da visão dos súditos de Hadesnúbia.

O trágico, é que Sísifoxandre, que um dia foi livre e odiava Hadesnúbia, é condenado a uma tarefa sem sentido, e, mesmo reconhecendo isso, continua executando sua tarefa diária. O inferno de Sísifoxandre é a trágica condenação de estar empregado em algo que não leva à nada.

Trágico, pois apesar de todos os seus esforços, a pedra que representa a corrupção na Prefeitura Municipal de Chapadinha avoluma-se cada vez mais e não consegue esconder-se da visão dos súditos de Hadesnúbia, e esta apavora-se com a possibilidade de perder o domínio sobre a prefeitura...

Lógico que Sísifoxandre é um trabalhador árduo, e teria seu trabalho facilitado não fosse Hadesnúbia, mas ele aceita seu destino e faz seu trabalho diuturnamente com resignação. Sísifo (da tragédia grega) foi condenado pela eternidade, já Sísifoxandre (da chapadinhense) tem sua pena mais branda, provavelmente sua condenação vencerá no dia 7 de Outubro de 2012.

Depois desse dia, descanse, Sísifoxandre. Você merece.


Dr. Ernani Maia
(Cirurgião-Dentista)




N. do A. - Deseja publicar seu texto em nosso blog? Basta enviá-lo a partir do menu "Contato" (no alto da página) ou diretamente para o email chapadinhaonline@live.com
logoblog
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

gilvanna disse...

Sua visão geral do que está acontecendo em Chapadinha é muito importante para abrir a mente, pois tem muita gente nesse tipo de mundo cego! parabéns!