Mais uma vez, nossa terra está de parabéns. Agora são 74 anos sendo NOSSA CIDADE. Novamente, deixarei de lado seus problemas transitórios para reiterar suas qualidades eternas.

Chapadinha sempre foi acolhedora. Quem vem de fora e se estabelece em nossa cidade raramente pensa em deixá-la. Nossa terra possui um encanto inexplicável. Talvez seja esse equilíbrio entre o progresso e a tradição, essa mistura de metrópole e interior, que deixa os visitantes tão satisfeitos e nós, chapadinhenses, tão orgulhosos.

Chapadinha, apesar de seu desenvolvimento natural, continua se mantendo, ao mesmo tempo, grande e pequena, na medida certa para a habitabilidade. Essa característica, além de atrair habitantes de outras regiões, acaba, também, por evitar o êxodo da população local. E, em razão disso, bem como do trabalho conjunto de seu povo, Chapadinha cresce cada vez mais, sem, no entanto, perder seu título de "princesinha" - não por sua pequena extensão ou idade, mas sim por sua imensa beleza e simplicidade.

Mais uma vez, parabéns, Princesinha!


Um pouco da história de Chapadinha:

A região foi, primitivamente, habitada por descendentes dos índios anapurus, que se fixaram, em 1783, na localidade hoje conhecida como Bairro da Aldeia. Atraídos pela riqueza das terras, comerciantes também se estabeleceram no local. O povoado, que deu origem à atual sede do município, chamava-se Chapada das Mulatas, em razão da predominância de mulheres de tez amulatada, entre seus primeiros habitantes.

Em 25 de setembro de 1802, em razão do crescimento do povoado, foi criada, por provisão régia, a Freguesia de Nossa Senhora das Dores, subordinada à paróquia de Vargem Grande, então comarca de Itapecuru-Mirim. Pelo decreto estadual Nº 36, de 17 de outubro de 1890, foi elevada à categoria de Vila, já denominada Chapadinha, ocasião em foi desmembrada de Vargem Grande e Brejo.

Graças à exploração das riquezas naturais da região, como o babaçu e a carnaúba, Chapadinha experimentou um rápido crescimento econômico e demográfico. E, finalmente, em 29 de março de 1938, por decisão do então interventor Paulo Martins de Sousa Ramos, foi elevada à categoria de cidade.

Por Jonnay Alves (fontes: IBGE, Wikipédia, Google)

logoblog
Comentários
0 Comentários