Av. Ataliba Vieira de Almeida, 25/01/12

"Técnica aplicada em Chapadinha é inovadora e só era utilizada, há bem pouco tempo, na Europa" - assim iniciava-se o texto de um blog conhecido na cidade no dia 30 de Dezembro de 2010, sobre o asfaltamento da Av. Ataliba Vieira de Almeida. (leia aqui)

Segundo dados técnicos o asfalto foi criado para durar entre 10 e 15 anos. Esses dados são brasileiros. O asfalto europeu dura entre 25 e 30 anos. Que maravilha seria se a tendenciosa reportagem dissesse a verdade...

Todos vivenciamos a referida avenida deteriorar-se em poucos meses com seu asfalto “padrão europeu”. Novamente vivenciamos este clima eufórico e desta vez com mais entusiasmo, pois as eleições municipais aproximam-se. A mesma avenida será reasfaltada em menos de dois anos. Será um déjà vu? E a prefeitura continua a “enxugar gelo”, pois nenhuma obra de drenagem é realizada e asfalto é feito para receber água e carregá-la, não para ficar submerso.

Ladeira do Angelim, 28/07/11

Quer dizer: Ao invés de asfaltar áreas novas, paga-se duas vezes para fazer o mesmo serviço... A prefeitura gasta outro tanto em foguetes celebrando a própria incompetência e falta de compromisso com o dinheiro público. Seria hilário se não fosse criminoso.

Esses convênios para o asfalto são oriundos do Ministério das Cidades e a prefeitura não entra com nenhum recurso adicional. Por certo, talvez até seja beneficiada pelo favorecimento da construtora. Gasta-se muito com propaganda, foguetes, propinas e esquecem do principal, o asfalto.

Asfalto novo na Avenida Rodoviária, 25/03/12

Continuo dizendo que o asfalto é bem vindo, embora o foco seja a tentativa desesperada de mudar a opinião pública sobre a situação calamitosa que vive Chapadinha. Nas áreas que compete à prefeitura realizar alguma atividade, não observamos nada... Os hospitais continuam sucateados, não temos ambulâncias, as escolas sem merenda e por aí vai.

Toda a atenção dada ao recapeamento serve também para desviar a atenção às áreas fundamentais para o município, que é a Saúde e Educação.

Quando o próximo doente adentrar nos hospitais, terá um celta da vigilância sanitária para removê-lo a São Luís sobre um asfalto novo, ao som de foguetes entoando a marcha fúnebre... Deus tenha piedade de sua alma.


Dr. Ernani Maia
(Cirurgião-Dentista)




N. do A. - Deseja publicar seu texto em nosso blog? Basta enviá-lo a partir do menu "Contato" (no alto da página) ou diretamente para o email chapadinhaonline@live.com
logoblog
Comentários
0 Comentários