Lembram-se da medalha ao lado? Pois é, a Saúde de Chapadinha, por incrível que pareça, já foi premiada, a despeito de pacientes tendo que comprar o necessário a seu atendimento, morrendo à míngua nos matadouros hospitais ou (essa é nova!) sendo atendidos via "AVR" (Atendimento Via Recadinho).

Eis que qualquer notícia que, aparentemente, vá de encontro ao CAOS no setor é amplamente divulgada pela impren$a da prefeita, principalmente por seus blogueiro$. Não foi diferente quando O Imparcial noticiou que o Ministério da Saúde investiria R$ 4 milhões no combate à dengue no Maranhão, cujo montante seria dividido entre 33 municípios, dentre eles o nosso. Blogueiro$ comissionados logo reproduziram a notícia, sob o título "Chapadinha tem projeto de combate a dengue aprovado pelo Ministério da Saúde" (bonito, não?)... Seria o caso de outra medalha? Neca de pitibiriba!

O plano de ação contra a dengue do Ministério da Saúde para este verão inclui, dentre outras medidas, o incentivo financeiro a 1.159 municípios do país para qualificação das ações de prevenção e controle da doença. Os valores obedecem ao determinado na Portaria nº 2.557/2011, que aprova as diretrizes para execução e financiamento destas ações e estabelece os critérios (não divulgados por nossos ge$tores) para a seleção dos municípios: os elevados índices de infestação. E, segundo o MS, Chapadinha figura entre os "municípios de áreas endêmicas [focos contínuos e localizados] de dengue". E o tão festejado projeto? Foi apenas uma exigência do governo para o repasse dos recursos.

Apresentação do Plano de Combate à Dengue do MS (Clique para vê-la)

Lista de municípios prioritários (Clique para vê-la)

É compreensível que nossos "índices de dengue" tenham despertado a atenção do governo. O combate à doença se restringe, basicamente, à prevenção... e como nossos ge$tores não se importam sequer com quem "já adoeceu", imagine com aqueles que apenas correm o risco.

PS: Por estar necessitando de ajuda, Chapadinha receberá 20% a mais dos repasses regulares do Teto de Vigilância e Promoção à Saúde, para executar seu projeto de combate à dengue. Considerando o "modus operandi" da atual administração, será que esses recursos serão corretamente aplicados?


logoblog
Comentários
0 Comentários