Há algum tempo recebemos um email interessante. Nele, Francisco Leomar da Silva, residente no Piauí, conta a história de uma senhora nascida no povoado Mambira, zona rural de Chapadinha, a qual estaria pensando em visitar sua "terra natal", mas parece que não vê seus familiares desde a infância. Acompanhem:

"A história que vou contar é a de uma pessoa que tem uma ligação muito forte com a cidade de Chapadinha, e o povoado Mambira. Seu nome é Antônia Rodrigues de Sousa. Aos 09 (nove) anos de idade, ela foi levada para uma localidade chamada Leite e posteriormente para Duque Bacelar por seu pai, o Sr. Gonçalo Rodrigues de Sousa. Lá, ele a entregou para uma senhora que ficou encarregada de contatar uma pessoa aqui de Teresina, de nome Adélia almeida, funcionária dos correios.

Sua mãe se chamava Dalgisa Isaías Xavier. Segundo ela, a mãe falecera de parto. Os nomes dos irmãos que ela lembra são Francisco, Rosário (que tem como característica os olhos verdes), André e Maria (a mais velha). Hoje Antonia tem 50 anos de idade, conforme certidão de nascimento tirada no cartório de Chapadinha. Casada, tem quatro filhos, três homens e uma mulher, além de uma neta. É formada em Pedagogia pela UFPI e trabalha como Professora da Rede Municipal de Ensino, inclusive com tempo para aposentadoria.

A UESPI, onde trabalho, está entrando em recesso. Estou pensando em fazer uma visita a Chapadinha, juntamente com Dona Antônia."

Francisco Leomar da Silva, via email

Em contatos posteriores, Francisco deixou telefones para quem pudesse antecipar alguma informação sobre a família de Dona Antônia:

"Meu telefone é (86) 3224-2673 e o dela é (86) 8132-6133. Outros telefones: (86) 3224-2673, (86) 8862-2339. Nós te agradecemos. Um abraço."

Outro pra vocês, Francisco. Como prometi, está publicado!

logoblog
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

Anônimo disse...

Eu conheço a localidade Mambira, fica perto do Alagadiço Grande, acho que semana que vem vou à uma localidade próxima, se eu for dou pulo lá. Gadêlha.