Morreu neste sábado, aos 78 anos, o carnavalesco João Clemente Jorge Trinta, o "Joãozinho Trinta", como era conhecido. Ele estava internado desde o dia 03 de dezembro, em estado grave, na UDI. Em maio deste ano, ele ficou 37 dias hospitalizado com quadro de pneumonia e insuficiência cardíaca.

Joãozinho Trinta nasceu em São Luís, no dia 23 de novembro de 1933, e estava no Maranhão atuando em projetos da Secretaria da Cultura para os 400 anos da capital, comemorados em 2012.

Até os 18 anos de idade, viveu em São Luís, onde trabalhou como escriturário. Mudou-se para o Rio de Janeiro em 1951. Começou sua carreira carnavalesca no Salgueiro, onde foi campeão, como assistente, em 1965, 1969 e 1971.

Já como carnavalesco-solo, ganhou o bi-campeonato em 1974, com o enredo "O Rei de França na Ilha da Assombração", e em 1975, com "O Segredo das minas do Rei Salomão", além de vários outros títulos por outras escolas de samba, dentre eles o vice-campeonato de 1989, pela Beija-Flor, quando causou polêmica ao tentar levar ao desfile uma imagem do Cristo Redentor caracterizado como mendigo.

Clique para ampliar

Em 11 de julho de 2006, após sofrer dois AVCs (acidente vascular cerebral), foi internado no Rio de Janeiro e, vinte dias depois, transferido para o Hospital Sarah Kubitschek, de Brasília, de onde teve alta em 19 de outubro.

Em 2006 se transferiu definitivamente para o Distrito Federal onde foi agraciado com o título de Cidadão Honorário de Brasília e em 2010, concorreu a deputado distrital, mas não consegui se eleger.



logoblog
Comentários
0 Comentários