Por Armando Ferreira Araújo (foto), Presidente do SINDCHAP:


Uma certa secretária, sem "EDUCAÇÃO", reuniu seus pupilos e num ato insano e ditatorial ordenou-lhes que passassem a corda no "próprio pescoço", sim, porque quando ela ordena que essas pessoas se armem para combater quem os protege e luta por seus direitos, inclusive os dela, é porque mesmo dizendo que se orgulha da profissão e de ser uma funcionária pública, na verdade do que ela se orgulha mesmo é do cargo que ocupa, visto que o mesmo lhe dá poderes para tripudiar em cima daqueles que fazem parte da categoria, da qual, garbosamente, diz que pertence.

Senhora secretária esse cargo é passageiro e, com certeza, amanhã você será mais uma a bater nas portas do sindicato pedindo proteção e reivindicando seus direitos, direitos esses que hoje você nega em função do cargo que ocupa. [...]

Senhora secretária, o sindicato não é e não tem a pretensão de ser uma artilharia de guerra, porém, vai usar todas as armas que tem em busca de conquistas que visem enaltecer a eficiência e a qualidade do serviço público por meio do entusiasmo e o verdadeiro orgulho de ser servidor.

Esta secretária é a mesma que já fez uso de palanques almejando um cargo de vereadora com promessa de lutar pelo povo e principalmente pela categoria. O exemplo de luta está aí, trabalhando contra o servidor. As eleições se aproximam e, com certeza, ela vai querer tentar de novo ou talvez indicar alguém bem próximo para conquistar o que não conseguiu, que era enganar o povo. Ainda bem que Deus não permitiu!


logoblog
Comentários
0 Comentários