Em entrevista concedida ontem ao repórter Davi Monteiro, exibida hoje no programa Difusora Agora, a Sra. Raimunda Soares (foto), esposa do pedreiro Antonio Francisco Martins, autor confesso do incêndio ocorrido na Rádio e TV Líder, afirmou que o marido não saiu de casa na noite do crime. Segundo ela, Antonio estaria sendo "obrigado" a assumir a autoria do delito.

Raimunda relatou que, no dia do crime, Antonio teria acordado de madrugada, por conta de um despertador que toca todos os dias às 02:00h, mas voltou a "deitar" e não teria saído de casa. Raimunda disse também que, antes de aparecer na TV confessando o crime, o marido foi procurado pelos diretores da Líder, Oneilson Sérgio e Antonio Onezipo, vulgo "Toninho Abreu", e desapareceu em companhia dos dois, sendo que, até o presente momento, encontra-se "sob custódia" da oposição vargem grandense. Familiares do pedreiro chegaram, inclusive, a registrar um boletim de ocorrência após seu sumiço e, atualmente, encontram-se impedidos de conversar com ele.

Claro que uma esposa jamais confessaria que o marido é criminoso, mas desmenti-lo perante toda a sociedade também não parece ser uma atitude lógica. Outro fato que chama a atenção: o "sequestro" de seu marido pela oposição. Se a ideia era preservar a integridade físico-psicológica da "testemunha" (como podemos supor em um primeiro momento), haja vista ele ter apontado um político de renome na cidade como mandante, por quê então proibi-lo de falar com seus familiares? Por quê privá-lo do contato com sua esposa e filhos? Creio ser esse o ponto mais obscuro de todo esse verdadeiro "balaio de gato", como bem frisou o repórter Davi Monteiro, após a exibição da entrevista.

Vale ressaltar que a vereadora Eranildes [Coelho] (à direita), citada por Raimunda na entrevista, é a "líder da oposição" na Câmara, tendo inclusive protagonizado uma discussão com Abdias Cidrão que quase chegou às vias de fato, durante uma sessão da casa (clique >>aqui<< para ler nosso artigo publicado à epoca)

A única certeza que temos é que há muito mais por trás desse "incêndio criminoso" do que sonha a nossa vã filosofia. Várias informações sobre o caso estão chegando a este blog e, a qualquer momento, teremos novidades. Até lá, fiquem com a entrevista concedida por Raimunda Soares, gentilmente cedida pela equipe da TV Difusora de Vargem Grande:



Artigos relacionados:
logoblog
Comentários
4 Comentários