Desde que o Magno Bacelar assumiu seu posto de defensor-mor da família Sarney na Assembleia, uma polêmica se instaurou em Chapadinha: como o parlamentar não foi eleito, deveríamos nos referir a ele como deputado ou (ainda) suplente de deputado?

Os oposicionistas sempre fizeram questão de usar a segunda expressão. Este blog já a utilizou, mas, há algum tempo, adotei o termo "deputado", sempre acrescentando que Magno ficou na suplência e assumiu tal posto por conta de conchavos políticos.

Pois eis que agora circula um vídeo na internet, em alguns blogs e redes sociais, onde o próprio Magno Bacelar me corrige. O vídeo mostra um trecho de seu discurso em defesa da estatização da Fundação José Sarney, um "presentinho de grego" que essa família nos deu (ver artigos relacionados). Nele, o parlamentar (como sempre!) se derrama em elogios ao senador e, em dado momento, diz que Sarney começou sua vida política da mesma forma que ele, Magno, está hoje na casa: como "suplente de deputado". Vejam:


Desculpe, deputado - perdão! - suplente de deputado.
Não cometerei o mesmo erro novamente.

FIM DA POLÊMICA.

(Para ver o vídeo completo, cliquem >>aqui.<<)


Artigos relacionados:
logoblog
Comentários
0 Comentários