Desde que o pedreiro Antonio Francisco Martins, mais conhecido por "Tony Black" ou "Antonio Chico", assumiu a autoria do incêndio ocorrido na Rádio e TV Líder, em Vargem Grande, surgiram boatos de que ele teria sido ajudado por comparsas, dentre eles um tal "Marcelo". Em matéria publicada hoje no site do Jornal Pequeno, Tony Black relatou que realmente fora ajudado por "Marcelo" e que este estaria à sua procura, cobrando a sua parte do dinheiro que receberiam (ou receberam, sabe-se lá...) pelo crime.

Este blog já havia divulgado a provável participação de um chapadinhense nessa história, sendo que a Polícia Civil de Vargem Grande já nos informou quem teria ajudado Tony Black. Trata-se de Marcelo de Sousa Matias (ao lado), chapadinhense, residente no povoado Riachão, próximo à ponte do Rio Munim. Marcelo já tem "duas passagens" pela delegacia de Vargem Grande, por assalto, e estava preso sob a acusação de tramar outro, que ocorreria entre a localidade Placas (Vargem Grande) e o município de São Benedito do Rio Preto.

A polícia nos informou que ele teria ganho, há poucos dias, o direito de responder em liberdade.

PS: Este autor ficou curioso acerca do grau de relacionamento entre o pacato pedreiro (que também é DJ de reggae - daí a alcunha "Tony Black") e Marcelo. Alguém aí sabe a resposta?



Artigos relacionados:
logoblog
Comentários
0 Comentários