No dia 12 de setembro deste ano, o prefeito de São Benedito do Rio Preto, José Creomar de Mesquita Costa (foto), foi notificado oficialmente sobre seu processo de cassação, bem como do prazo de 15 dias para apresentar sua defesa. Esse prazo findou-se em 27 de setembro e Creomar, ou ignorou a solicitação da juíza, ou não tem como se defender das provas apresentadas pelo promotor Benedito Coroba, titular da Comarca de Vargem Grande que, à época, respondia pela de Urbano Santos.

O principal motivo do pedido de cassação reside nas falcatruas ocorridas no concurso de 2007, após o qual o gestor, mesmo tendo assinado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) junto ao Ministério Público local, chamou apenas quem ele quis, do jeito que quis e quando quis. No referido processo, Coroba entendeu que seriam desnecessárias audiências, dadas "as densas provas acostadas aos autos".

Como o prefeito não apresentou defesa, só resta agora a decisão da MMª Juíza que, a qualquer momento, poderá afastá-lo por improbidade administrativa.

Entenda (ou relembre) o caso lendo nosso artigo >>São BBB do Rio Preto: Prefeito no Paredão!<<.


Artigos relacionados:
logoblog
Comentários
0 Comentários