Como nosso blog havia previsto, o suplente que virou deputado graças à governadora - mais uma vez - virou chacota nacional, desta vez diante das 100 mil pessoas presentes na última noite do Rock in Rio, sem falar das milhões que acompanharam o evento pela TV.

Como o país inteiro já sabe, quando Dinho Ouro Preto, do Capital Inicial, ofereceu a música "Que País É Esse" ao presidente do Senado, Magno atribuiu a calorosa aprovação do público ao uso de drogas.

Pois eis que, ontem (02/10), o cantor Tico Santa Cruz, do Detonautas, abriu a última noite do evento protestando contra Sarney e a famosa declaração de seu "defensor-mor". O vocalista discursou usando uma máscara da série de histórias em quadrinhos "V de Vingança", de Alan Moore, cuja trama já foi, inclusive, adaptada para o cinema.

Em dado momento, o cantor falou: "Teve um tal de um 'pela saco' aí que toma conta do Sarney que falou que todo mundo que tava aqui no Rock in Rio era maconheiro, que era bandido, que era marginal..." E o público, novamente, emendou: "Ei, Sarney, vai tomar no ...".

Por fim, Tico emendou: "Pois bem, irmão, eu prefiro mil vezes conviver com um maconheiro honesto do que com um bandido de terno e gravata que rouba o povo."

Confiram, no video abaixo, o resultado da descabida declaração de Magno Bacelar:



logoblog
Comentários
1 Comentários