[ Cel. Adécio Luís Vieira ]
Corregedor Adjunto/PM
Este blog teve acesso à cópia de um documento dirigido à advogada Gilmara Almeida, notificando-a a apresentar os Srs. Vagner Mendes Pessoa Júnior e seu tio, Charles Mendes Pessoa, na Corregedoria Adjunta da Polícia Militar, em São Luís, para relatarem os crimes de tentativa de homicídio e ameaça de morte supostamente praticados pelo Sd. PM Raimundo Nonato S. Carneiro Júnior, o "Júnior Carneiro", irmão da prefeita de Chapadinha.

No final ano passado, tal tentativa de homicídio foi amplamente divulgada pela mídia local. Segundo relatou Vagner Júnior, quando retornava a uma casa de shows, na madrugada do dia 25 de dezembro, e passou em frente à residência de Jr. Carneiro, este o teria chamado e, após uma conversa, disparado dois tiros contra a sua pessoa, forçando-o a se proteger atrás de seu veículo para não ser alvejado. Três dias após o incidente, o acusado procurou um blog (governi$ta) e disse que a acusação tinha cunho político, vez que Vagner Jr. é filho do ex-deputado Vagner Pessoa, adversário político de sua irmã (pelo menos, à época). Na ocasião, ele afirmou também que a verdade dos fatos estava totalmente distorcida e em breve daria detalhes sobre sua versão, mas este autor confessa que não teve a oportunidade de ler ou ouvir tal relato, bem como não sabe detalhes acerca do outro crime imputado ao acusado, o de ameaça de morte.

Sobre o primeiro, a tentativa de homicídio, já tramita no Fórum de Chapadinha um processo no qual consta como vítima o filho do ex-deputado e, como autor, o irmão da prefeita. Segundo nos informou outra fonte, Júnior Carneiro ainda não teria sido promovido a Cabo pela impossibilidade de obter um atestado de bons antecedentes, por conta de tal processo. Declaro, desde já, que este blog está aberto a quaisquer esclarecimentos que as partes citadas, porventura, queiram prestar.

Vejam, ao lado, a íntegra do documento que nos foi enviado (clique para ampliar). Notem que nele consta mais uma vítima, a qual teria denunciado o acusado na corregedoria: Marcelo Pessoa "Bezerra". Segundo apuramos, trata-se do vereador Marcelo Pessoa "Meneses" (filho do ex-prefeito Isaías Fortes), cujo nome teria sido digitado de forma errada.

Pelo visto, conclui-se que a briga vai ser grande... e de "cachorro grande"!


Artigos relacionados:
logoblog
Comentários
0 Comentários