Os governi$tas de Chapadinha, nossos leitores mais assíduos, com certeza pensaram o seguinte, ao ler o título acima: "O que este blogueiro de oposição (segundo eles) estaria tramando agora?". Em seguida, curiosos como são, acessaram este artigo e agora vão saber o que pensei quando li que a prefeita concedeu a exploração do transporte coletivo na cidade: "É... No coletivo "veículo para transporte de passageiros" ela pensou, mas para o coletivo "aquilo que diz respeito ou interessa a toda a coletividade" ela não está nem aí!!!" (Dicionário Houaiss).

Assim como a quase totalidade dos chapadinhenses, já perdi as esperanças de que nossa prefeita trabalhe pensando na coletividade, ou seja, não só naqueles que a ajudaram a chegar onde está, mas em todos os que estão, direta ou indiretamente, sob sua responsabilidade como gestora municipal. Notaram a falta do "$" no "gestora"? Pois é, resolvi omiti-lo em razão de ter lembrado que ela também é uma chapadinhense. Parece inacreditável, mas ela também faz parte dessa coletividade cujos interesses deveria estar defendendo.
Beato Salu: " - Eu acredito em Danúbia!"

Existem alguns beatos que ainda tem fé em Danúbia Carneiro. E se a fé move montanhas, conforme ensinou nosso Mestre, pode ser que no decorrer dos trâmites burocráticos dessa concessão para o transporte "coletivo" o referido termo desperte sua atenção, vez que irá aparecer muitas vezes. E talvez ela o associe ao segundo significado descrito acima. E quem sabe ela não comece a ver Chapadinha como uma cidade cheia de pessoas boas, à espera de um representante à altura, e não como um meio de vida.

Tá bom, confesso que não acredito neste tipo de milagre, mas bem que ela poderia sanar as chagas já existentes em nosso município em vez de ficar tocando obras eleitoreiras, nem que fosse somente para que blogueiros independentes - como eu - não tivessem o que reclamar de sua gestão, no ano eleitoral que se aproxima. O desafio está lançado!


Artigos relacionados:
logoblog
Comentários
0 Comentários