Quanto mais nossa ge$tora anuncia suas obras eleitoreiras, mais cidadãos ficam indignados com sua tremenda falta de decoro e procuram este blog para denunciar seus desmandos. Desta vez, funcionários do "alto escalão" da Sáude (que por motivos óbvios terão suas identidades preservadas) nos procuraram para reforçar as denúncias sobre o descaso no setor e rebater algumas lorotas proferidas pela ge$tora e seus aliado$.

De início, todos se declararam extremamente insatisfeitos com a situação precária na qual se encontra nosso município, principalmente com o descaso na área em que trabalham, razão pela qual teriam resolvido revelar a verdadeira versão das historinhas contadas pelo executivo:

1ª. "As verbas recebidas, cerca de R$ 1 milhão por mês, são insuficientes."

Os servidores fizeram questão de frisar que "esse valor não corresponde à totalidade dos recursos". Na realidade, cerca de R$ 1 Milhão E MEIO entram mensalmente "nos cofres" da prefeitura, destinados à Saúde. No mês de maio, por exemplo (mês da "festinha" com a banda Calcinha Preta), Chapadinha recebeu exatos R$ 1.522.518,80 - mais de 1 milhão e 520 mil reais, sendo que, até junho deste ano, a soma dos recursos recebidos já ultrapassava os R$ 8 milhões e 700 mil, conforme consta no Portal da Transparência do Governo Federal (imagem abaixo, clique nela para acessá-lo).


2ª. "Chapadinha atende a muitos pacientes de municípios vizinhos."

Ainda que a informação acima fosse verdadeira (uma vez que "nós" é que vivemos pedindo socorro aos municípios vizinhos), Chapadinha não estaria fazendo mais que a obrigação. As verbas destinadas à Saúde aumentaram desde que nosso município foi habilitado como Gestor Pleno do Sistema Municipal (Portaria Nº 576/GM de 02/04/04). A Gestão Plena tem por objetivo descentralizar os atendimentos de média e alta complexidade por meio de "pólos regionais", o que OBRIGA o atendimento a pacientes de municípios vizinhos. Em suma, segundo os próprios funcionários do setor, "nossa saúde recebe esse R$ 1 milhão e meio justamente para atender à sua população e aos demais pacientes que dela necessitarem." Eles afirmaram, ainda, que os "Socorrões" da capital não tem obrigação de receber todo e qualquer paciente de Chapadinha, uma vez que "o governo já paga nosso município para que a maioria dos procedimentos sejam realizados aqui."

3ª. "Hoje Chapadinha tem médicos especialistas à disposição."

Os servidores também rebateram a "propaganda" acima: "O cardiologista pisa na cidade de 15 em 15 dias. Se isso é estar disponível, não queremos nem saber o que é ausência! E de que adianta termos um ortopedista na cidade duas vezes por semana se o aparelho de Raios X está quebrado há meses?" Eles ratificaram que os próprios pacientes estão comprando, em farmácias, os materiais necessários ao atendimento nos hospitais públicos e, por fim, resumiram a situação da seguinte maneira: "A Saúde de Chapadinha, por conta da Gestão Plena, recebe recursos para atender a todos os que dela necessitarem, seja o procedimento de baixa, média ou alta complexidade. Embora as verbas não sejam suficientes para proporcionar um atendimento de primeiro mundo, se fossem utilizadas corretamente, hoje nossa Saúde seria referência regional e não essa vergonha que está aí."

P.S. Não fossem as "perseguições" tão frequentes no meio público, um debate entre os referidos servidores e nossa Secretária de Saúde seria deveras interessante... Mas aguardemos o depoimento de Dr. Coutinho na Câmara Municipal. Certamente ela deverá (tentar) esclarecer todas as denúncias supracitadas.


Artigos relacionados:
logoblog
Comentários
2 Comentários