O blogueiro Thales Castro (foto), parente da ex-prefeita da cidade de Vargem Grande, Aparecida Ribeiro, cuja candidatura foi cassada pelo TSE (após sua derrota nas eleições 2008), foi agredido recentemente em razão do conteúdo ofensivo que publicava em sua página: Thales usava seu blog para atacar e, até mesmo, ridicularizar o atual prefeito, sua família e seus aliados.

Vejam abaixo algumas "capturas de tela" de artigos postados por Thales Castro em seu blog:

A Pólvora:




Os exemplos acima são apenas alguns dentre várias pérolas que Thales postou sob "a bandeira" da liberdade de expressão. Apesar de o blogueiro divulgar algumas notícias relevantes, seu principal hobbie era ridicularizar os membros e supostos aliados do atual governo de Vargem Grande. A última imagem, por exemplo, se refere a um artigo no qual Thales insinua que o prefeito da cidade e seus secretários estiveram "passeando" pelo sudeste do país às custas do dinheiro público. No entanto, este blog apurou que o prefeito e as demais pessoas citadas estavam, na verdade, em uma excursão da Pastoral da Família, promovida pela paróquia local e paga com seus próprios recursos. Os mesmos, inclusive, já entregaram os documentos comprobatórios ao advogado responsável por acionar Thales na justiça.

Voltando à agressão sofrida pelo blogueiro, discorro sobre o assunto após a imagem a seguir, também capturada de seu blog:

O Estopim


O blog de Thales tem como subtítulo uma citação de Albert Einstein que diz "Meu ideal político é a Democracia, para que todo homem seja respeitado como indivíduo e nenhum venerado." (grifei) Mesmo assim, era da forma mostrada na imagem acima (e nas anteriores) que o blogueiro costumava iniciar seus posts ofensivos. A pessoa na imagem é Jociedson Aguiar. Ele é presidente da FETRAM (Federação dos Trabalhadores da Administração e do Serviço Público Municipal do Estado do Maranhão) e atual diretor do IMAP (Instituto Municipal de Aposentadoria) de Vargem Grande. Jociedson também já esteve à frente do SINTRANSP-VG (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vargem Grande-MA) e foi, inclusive, uma das autoridades sindicais convidadas para acompanhar as eleições do SINDCHAP (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Chapadinha), realizadas no dia 15 de maio deste ano.

O Fogo:

Segundo o relato de testemunhas, no dia 24 de junho (sexta-feira) o referido blogueiro ofendeu pessoalmente Jociedson Aguiar em um dos pontos mais tradicionais de Vargem Grande, mais precisamente no "Caldo da Nini", ao lado da igreja de São Sebastião. Na ocasião, Jociedson teria perdido a cabeça e partido para cima do blogueiro. O pai de Thales teria entrado no embate em defesa do filho, mas o incidente foi apaziguado por populares que se encontravam no local e os protagonistas sairam do recinto logo em seguida, tomando rumos diversos. Em razão do ocorrido, no dia 26/06 (domingo), o blogueiro resolveu conceder uma entrevista à uma emissora local, mais precisamente a Rádio e TV Líder, instituição - também - ligada à ex-prefeita Aparecida Ribeiro.

O Resultado:

Curiosos em frente à emissora, após o incidente
(Img: Blog do Alexandre Pinheiro)
Na TV, Thales passou a atacar Jociedson Aguiar ao vivo, sem papas na língua, para todos os telespectadores do referido programa. Jociedson, então, se dirigiu à sede da emissora e, daí em diante, em razão das várias versões divulgadas na cidade, torna-se confuso o relato dos acontecimentos.

Alguns dizem que Jociedson chegou à emissora portando uma escopeta, fato difícil de acreditar, dado o porte da arma em questão. Outros afirmam que ele foi perseguido pela polícia, enquanto alguns relatam que esta teria chegado ao local somente após o incidente. Alguns fatos que pudemos apurar como verídicos são: (1) Jociedson realmente entrou na emissora para agredir o blogueiro; (2) Thales teve que atravessar quintais vizinhos, pulando cercas, para fugir de Jociedson; (3) ninguém saiu ferido; e (4) todo o ocorrido envolveu duas questões: de um lado, a velha e conhecida política, vez que o blogueiro ofensor-vítima é esposo de uma das netas da ex-prefeita "derrotada" e utilizava seu blog para extravasar sua "dor-de-cotovelo"; e do outro, a defesa da honra, vez que Jociedson era um dos alvos preferidos de Thales em seu blog, tendo sido chamado, inclusive, de golpista, corrupto e ladrão pelo blogueiro, que referendava tais acusações sob o pretexto de se tratarem de "comentários da população".


O Desfecho:

Tumulto em frente à Delegacia
(Img: Blog do Alexandre Pinheiro)
Após o ocorrido na sede da emissora, o prefeito de Vargem Grande, Miguel Fernandes, se dirigiu à Delegacia de Polícia local acompanhado por simpatizantes, com o intento de fazer uma denúncia contra Thales por conta de suas ofensas. Na ocasião, quando ainda estavam em frente à delegacia, um cinegrafista da Rádio e TV Líder se aproximou para filmar o grupo e teve a câmera arrancada de suas mãos e quebrada em vários pedaços. Houve tumulto, mas apenas um dos simpatizantes do prefeito saiu levemente ferido. Curiosamente, os pedaços da câmera desapareceram da referida delegacia logo após tais acontecimentos.

Atualmente, a população local da cidade encontra-se dividida quanto à conduta de seu prefeito. Enquanto alguns justificam que Miguel resolveu "entrar na briga" porque também já não suportava mais as ofensas de Thales, outros afirmam que foi um erro o prefeito se expor daquela forma, pois tal atitude poderia prejudicar sua imagem. A oposição, como não poderia deixar de ser, adorou a superexposição do prefeito.

Apesar de Thales Castro referendar seus ataques na web evocando a liberdade de expressão, qualquer pessoa em sã consciência sabe que essa liberdade não é absoluta, e nada justifica suas calúnias e ofensas de cunho pessoal dirigidas a pais e mães de família, em seu blog.

Nada justifica, também, a atitude de Jociedson Aguiar ao invadir a referida emissora para agredir o blogueiro, vez que ninguém tem o direito de fazer justiça por conta própria. No entanto, devemos lembrar que, como seres humanos, temos sangue - e não água - correndo em nossas veias. E o temperamento de cada um é que determina "o quanto" podemos ser provocados até perder a razão.

Certos blogueiros, inclusive da capital, divulgaram notícias acerca de tais acontecimentos sem o cuidado de apurar os fatos, bem como os motivos que teriam desencadeado os episódios. Tais comunicadores, primando apenas pelo "furo de reportagem", incorreram no mesmo erro de Thales Castro, tendo inclusive o ajudado a difamar ainda mais suas vítimas. Resta evidente que tais blogueiros, assim como Thales, não prezam pela veracidade das informações, pela moral e os bons costumes.

Aproveitando o ensejo:

Os opositores de Miguel Fernandes aproveitaram a ocasião para organizar uma manifestação popular, na última terça (28). Dado o calor do momento, tais opositores (dentre os quais os diretores da referida emissora) conseguiram reunir bom número de pessoas e saíram pelas principais vias de Vargem Grande, portando faixas com inscrições do tipo "Basta! Violência Não". Cerca de 25 carros e várias motos também participaram da "marcha pela paz". Teria sido um belo movimento se a população local não conhecesse a real intenção dos envolvidos e os carros de som não tivessem alardeado a natureza política da manifestação (cliquem para ampliar).


Integrantes do governo e da oposição denunciaram os fatos às autoridades e tais lides ainda vão dar o que falar em Vargem Grande. Desde o primeiro incidente (em 24/06) até o presente momento, o blogueiro Thales Castro postou apenas o seguinte texto em seu blog: "Aproveitamos o presente para agradecer a solidadriedade dos leitores do Blog e para pedir desculpas pela falta de postagem, em instantes estaremos atualizando e tratando inclusive do triste e lamentável episódio ocorrido no ultimo fim de semana em Vargem Grande."

Esperamos que o colega Thales Castro tenha aprendido a lição, vez que foi o causador de todos os incidentes relatados acima, e retorne à blogosfera usando sua liberdade de expressão com mais sabedoria e responsabilidade, pois nenhum homem é proibido de dizer o que pensa, mas pode pagar caro por exceder os limites legais e morais permitidos em nossa sociedade.


Artigos relacionados:
logoblog
Comentários
2 Comentários