Uma leitora nos enviou a seguinte reclamação, para divulgação:

"Boa noite, gostaria que fosse divulgado o caos em que se encontra a internet oi velox em Chapadinha-MA.

Vou fazer um resumo: alguns clientes estão perdendo os serviços da VELOX e ao entrarem em contato com o suporte são informados que fizeram a solicitação de cancelamento, coisa que não existiu.

Isso aconteceu comigo. Há uma semana fiquei sem os serviços de internet, liguei para o suporte e o atendente disse que a titular da linha, no caso eu, havia feito a solicitação de cancelamento. Argumentei que não era verdade e logo me transferiram para outro atendente - fiquei mais de 02 horas e eles só transferindo a ligação - e o outro falou que na minha área não havia viabilidade de internet. Argumentei: "Como que não, se há uma semana havia"? Peguntei o que estava acontecendo de verdade, pois a priori falaram que eu solicitei o cancelamento, e depois que não tinha viabilidade, então desligaram (!) a ligação. Como fico? Uma coisa eu sei: eu e muitos outros prejudicados não pedimos o cancelamento dos serviços."

Email recebido por este blog em 10/07/11

Como a leitora não explicitou se poderia ter seu nome divulgado, publiquei somente o conteúdo da mensagem. Agora, a recomendação do Chapadinha Online a ela e todos os que foram prejudicados:

Entre em contato com a OI por telefone, internet ou qualquer outro meio que gere um número de protocolo ou outra confirmação que a reclamação foi efetuada. Se o problema não for resolvido, tente mais uma vez, sempre anotando o número do protocolo e, se for o caso, sempre pedindo que o atendente confirme o prazo para a resolução do problema. Se nada for feito, leve o fato (juntamente com os documentos e informações comprobatórios) ao conhecimento de um advogado.

Ele, com certeza, irá protocolar um pedido de indenização no Juizado Especial Cível, solicitando o teto de 40 (quarenta) salários mínimos. Isso não quer dizer que o autor (no caso, o cliente prejudicado) irá ganhar tudo isso: na justiça, nem tudo o que é pedido é concedido! Neste tipo de ação, alguns juízes que conheço costumam arbitrar de (R$) 03 a 10 mil reais de indenização, dependendo do caso - isso se as partes não entrarem em acordo. Os advogados costumam cobrar 20% (vinte por cento) sobre o valor ganho, mas somente no ato do recebimento.

Caso o cliente possua algum conhecimento forense, poderá acionar a empresa sem o intermédio de advogado, bastando, para isso, comparecer no Juizado Especial do fórum local portando cópias e originais do RG e dos documentos comprobatórios. Sem advogado, o autor poderá pedir até 20 (vinte) salários mínimos, mas o resultado será semelhante, vez que os magistrados arbitram as indenizações de acordo com os autos e "decisões anteriores", sem levar (muito) em conta o valor do pedido. Mas - atenção! - só abdique da orientação de um advogado se já tiver um bom conhecimento sobre os trâmites processuais nos Juizados Especiais.


PS: Você teve o mesmo problema com a Velox ou outra empresa? Envie-nos um email relatando o seu caso. Sua informação pode ajudar muitas pessoas em situação semelhante.

Artigos relacionados:
logoblog
Comentários
0 Comentários