Os blogueiros governi$tas divulgaram que a entrevista concedida pela prefeita (não eleita) de Chapadinha à Rádio Cultura FM foi uma espécie de "direito de resposta", por conta das "acusações que vinha sofrendo nos últimos meses por pessoas ligadas a sindicatos e à oposição".

Se a entrevista foi realmente uma "defesa", Danúbia deve bater um bolão, pois deixou claro que sua melhor defesa é o ataque!

Após alguns agradecimentos de praxe e outras abobrinhas iniciais, a prefeita foi direto ao assunto, mas de uma maneira "tão sutil" que deixou evidente a sua real intenção em conceder tal entrevista. Danúbia iniciou dizendo o seguinte:

"O primeiro assunto que eu vim esclarecer aqui foi com a presença do Senhor Eudes, que na realidade eu não vou chamar ele de Eudes, eu vou chamar de um cidadão mintiroso (sic)."

A partir daí, a prefeita não perdeu uma só oportunidade de atacar ou tentar desmoralizar seus desafetos. Mas como diria o velho "Jack", vamos por partes:

A PROMESSA PRETERIDA

Danúbia iniciou "sua defesa" falando de Eudes Aguiar, presidente da Associação dos Clubes da Zona Rural de Chapadinha. Segundo a ge$tora, ele teria usado o espaço cedido pela mesma emissora para difamá-la, dizendo, por exemplo, que ela não tinha credibilidade. No ápice de "sua defesa", Danúbia disse que Eudes teria que lavar a boca - bem lavada - para falar no nome "da prefeita".

A ge$tora disse, ainda, que Eudes a teria feito uma "proposta indecorosa": durante as negociações acerca do patrocínio da prefeitura a um campeonato, ele teria requisitado uma motocicleta para ficar à disposição da associação durante o evento - e após o mesmo. Segundo ela e seu fiel escudeiro, o vereador Emerson Aguiar (por sinal, sobrinho de Eudes), o presidente da associação planejava ficar com o veículo para si. Por fim, a prefeita acusou Eudes Aguiar de estar organizando um campeonato político-partidário. Aliás, qualquer pessoa que discorde de Danúbia é logo "acusada" de estar agindo partidariamente.

Ainda que o relato da prefeita seja verdadeiro, a população chapadinhense comenta que o verdadeiro motivo de seu rancor é "outro"... Durante a entrevista, em dado momento, a ge$tora até menciona que "outra pessoa" teria resolvido patrocinar o campeonato promovido pela referida associação, mas, no entanto, não ousou citar seu nome.

Eudes, na verdade, teria encontrado na empresária Belezinha (suposta pré-candidata à sucessão municipal) o apoio não recebido da prefeita: enquanto Danúbia apenas prometia (já exigindo a ampla divulgação do patrocínio da Prefeitura Municipal), Belezinha "concretizou" de imediato o compromisso. E a ge$tora não teria gostado nem um pouco do fato de o presidente ter aceitado o patrocínio da pré-adversária, ainda mais sendo de valor inferior ao que ela havia prometido. A atitude de Eudes, no entanto, pode ser explicada pela velha máxima: Mais vale um pássaro na mão que dois voando!

Ouça os principais momentos desta parte da entrevista, na qual Danúbia se refere a Eudes Aguiar (clique no centro da barra):



Artigos relacionados:
logoblog
Comentários
0 Comentários