Imagem: Blog do William
(editada por Chapadinha Online)
Em mais um evento "pão e circo" patrocinado pela Prefeitura Municipal de Chapadinha, a população deu provas de seu amadurecimento e mostrou a Magno e Danúbia que já está vacinada contra palhaçadas.

A política pão e circo, institucionalizada em nossa cidade pelo ex-prefeito e atual deputado não-eleito Magno Bacelar - e recém alavancada pela atual prefeita não-eleita Danúbia Carneiro - teve sua origem na Roma antiga, como forma de domar o povo para que não se rebelasse contra a "má-administração" dos imperadores. Naqueles tempos, a plebe era convidada a comparecer em estádios, como o famoso Coliseu, para assistir a lutas entre gladiadores e receber um pouco de alimento, geralmente pão. Tais espetáculos, assim como os de hoje, tinham por objetivo  tirar a atenção do povo dos problemas sociais locais, bem como serviam, também, para que os "césares" demonstrassem o seu poder, ordenando a morte dos perdedores e exibindo escravos e animais trazidos de regiões distantes.

Incorporada ao cotidiano dos brasileiros por nossos "honoráveis" representantes, a política pão e circo encontra-se a todo vapor em Chapadinha. Mas, como deve ter notado o Deputado Arnaldo Melo (PMDB), Presidente da Assembléia Legislativa/MA e um dos convidados para o evento do último domingo (29), a população chapadinhense nem de longe se assemelha à antiga plebe romana.

Dep. Arnaldo Melo
O evento foi recorde de público, lógico. Se um simples bingo reúne uma boa multidão, imaginem o SORTEIO de DUAS motos e vários outros prêmios! Junte-se ao sorteio um show aberto com uma banda de renome nacional (e internacional) e - Bingo! - eis a "praça do povo" lotada! Mas só quem esteve presente - não no palco ou nos camarotes, mas sim ao lado do povão - percebeu o quanto amadureceu a nossa população.

Dos políticos que se atreveram a discursar, o único que recebeu um acolhimento respeitoso por parte do público foi o Dep. Arnaldo Melo. Enquanto o mesmo tinha a palavra, o povo se manteve em silêncio, respeitoso. Chapadinha, mais uma vez, provou que sabe receber seus visitantes.

Mas os nossos políticos locais... que vergonha!!! Confesso que fiquei com dó do meu amigo William Fernandes, animador do referido evento, no momento de ele anunciar Magno Bacelar para o público. Realmente deve ser difícil anunciar um deputado não-eleito, totalmente desacreditado e em fim de carreira para uma população cada vez mais consciente de seus direitos e totalmente insatisfeita com o rumo que tomou a política local. A aflição de Willian transparecia em seu semblante, mas mesmo assim ele cumpriu - fielmente - seu papel. Em vão, claro, haja vista que o público, em vez de aplaudir, iniciou uma bela vaia que só não foi adiante em respeito à presença do convidado, o qual parece ter ficado muito surpreso com a falta de popularidade do casal de não-eleitos.

Magno falou, falou, falou e, como de praxe, insinuava uma finalização e voltava a falar, falar, e falar. Enquanto isso, o povo balbuciava impropérios contra o político, gritava um "Sorteia a moto logo!" ou indagava ao orador "Cadê a banda?".

Já a prefeita não-eleita iniciou seu discurso acusando a Sra. Teresa Gomes, Chefe Subst. da 6ª CIRETRAN (Chapadinha), de facilitar a liberação de veículos apreendidos de acordo com o poder aquisitivo de seus proprietários. Sim, ela usou da palavra em um evento supostamente dedicado às mães para caluniar os outros, visto que não apresentou provas que ratificassem a acusação. A partir daí, Danúbia se exaltou e, esquecendo-se que falava ao microfone, gritou algumas palavras ensaiadas em homenagem às mães. Gritou também que estava feliz por representar a população chapadinhense, mas em outro momento, gritou que tal responsabilidade era um fardo que ela carregava. Agradeceu (gritando) a Magno Bacelar por ser quem ela é (???) e quase chegou aos prantos, ocasião em que lhe ofereceram um copo d'água, mas nem assim Danúbia agradou o público. No geral, seu discurso desencadeou mais reações negativas que o de Magno (veja 3 momentos no vídeo acima). Ao ser avisada que ainda faltavam os sorteios das motos, ela subitamente recuperou seu estado emocional, incorporou a pomba-gira e tocou o barco pra frente.

Ruínas do Coliseu - antigo palco
do pão e circo romano
Um fato interessante ocorreu durante o discurso de Danúbia. Durante algum tempo, para espanto geral do público que se encontrava próximo ao palco, gritos e aplausos se fizeram ouvir, totalmente fora de sincronia com o que estava sendo dito e sem que tal platéia vibrante se encontrasse presente. As pessoas começaram a procurar de onde vinha aquela ovação, e ficaram a entreolhar-se, até perceberem que se tratava de uma gravação vinda do sistema de som do palco. Não sou profissional no assunto, mas pelo que percebi, tais gritos e aplausos "falsos" fazem parte do arsenal de efeitos sonoros da banda Calcinha Preta e - "aparentemente" - estavam sendo testados durante o discurso de Danúbia. Mas as pessoas que estavam próximas voltaram para casa convencidas de que a prefeita não-eleita havia tentado forjar uma aprovação do público às suas palavras.

O certo é que Magno e Danúbia só conseguiam tirar alguma reação positiva da platéia quando falavam de mais prêmios ou mais shows. Magno, por exemplo, prometeu sortear um carro no "pão e circo" a ser realizado em comemoração de seu 54º aniversário. Mas se eles estão pensando que os chapadinhenses são bobos, estão mais que enganados: nosso povo já demonstrou que sabe aproveitar (e bem!) o pão e circo sem se deixar levar por discursos demagógicos de políticos decadentes.

Nosso blog no Facebook
Notícias em tempo real
Quem curtiu o Chapadinha Online no Facebook e estava conectado no momento, soube em tempo real quando o "pão" (sorteio) acabou e o "circo" (show) teve início. Como é de praxe em todo evento da prefeitura, Danúbia interrompeu o espetáculo lá pela 01:30h da madrugada para falar algumas tolices, mas o povo já está acostumado com esses devaneios da prefeita não-eleita local.

Que venha mais pão! Que venha mais circo! O povo de Chapadinha agradece! Pois como o mesmo dizia durante esse evento de domingo: "é só o nosso dinheirinho voltando para os verdadeiros donos!"


Artigos relacionados:
logoblog
Comentários
9 Comentários